Primaveras de maio

Maio foi um mês cheio de influências parisienses sem que nem ao menos eu percebesse, até parar para escrever este post. Talvez tenha sido a influência da primavera por lá =)

Num dia, procurando um filme qualquer para assistir, acabei me deparando com Julie & Julia, cuja história é baseada no livro e vida de Julie, uma jornalista que cozinha ao final do dia para relaxar do seu trabalho estressante onde ela tenta resolver problemas de familiares e afetados pelos eventos do 11 de setembro nos Estados Unidos. Numa das conversas com o marido ela resolve criar um blog para mostrar as receitas que ela testaria da Julia Child, uma cozinheira que viveu em Paris e escreveu livros de culinária. Assim como a minha futura cozinha, Julie também se virava para realizar as receitas numa cozinha “aconchegante”, e em algumas cenas do filme podemos ver que, apesar da falta de espaço, cozinhar é sempre divertido. Disse que procurava um filme qualquer para assistir, mas o que me fez decidir por esse foi o fato de ter duas das atrizes queridinhas por mim: Meryl Streep (desde O diabo veste Prada) e Amy Adams (desde Casa Comigo?). Não esqueçamos do Stanley Tucci, que é extraordinariamente extraordinário, com todos os exageros possíveis.

Julie-Julia-2

Julie-Julia-1


Seguindo o estilo de cozinhas e cozinheiras, conheci a Rachel Khoo graças a querida Eveline, que está vendendo boa parte de seus livros. Dentre eles estava justamente o The Little Paris Kitchen, que fez meus olhos brilharem desde a primeira vez que li no blog dela sobre o livro e sobre as receitas da Rachel. Estou aguardando ansiosa a chegada dele para me aventurar em algumas receitas. Outra coisa que me deixou super feliz é que, citando mais uma vez, minha cozinha será bem pequenininha, então se a Rachel consegue fazer maravilhas na sua pequena cozinha, eu também vou conseguir!

Little Paris Kitchen

As minhas receitas favoritas para vocês também conhecerem:


Por último, finalmente terminei a leitura de A Parisiense. Tudo bem que por ser um guia não é o tipo de livro que a gente lê e relembra a história, mas acho importante tê-lo lido completamente porque se um dia for a Paris sei que o no livro existem algumas dicas que poderão me ajudar. Além disso, o livro é super gostoso de ler, folhear, suas folhas são em papel couché, cheias de cor, seja pelo texto, ilustrações ou fotografias, e a forma da Ines escrever deixa a leitura bastante divertida. E eu não sei se todo mundo que tem esse livro percebeu, mas ele tem um cheirinho maravilhoso que eu ainda não consegui descobrir se é por conta da capa, das folhas ou o quê. Mesmo depois de muitos meses (se não me engano, comprei ele em 2011 ou início de 2012) o cheirinho perdura!

A Parisiense

Sophie Gachet - A Parisiense

Dicas de moda - A Parisiense

Dicas para receber - A Parisiense

A Parisiense

A beleza em Paris - A Parisiense

Beijos e até mais!

1 Comment

  1. oii amiga!!

    adoro suas dicas culinárias!
    agora que voltei a dieta pra valer eu estou tentando encontrar coisinhas novas pra comer^^

    megaa bjoo
    ;**

Deixe uma resposta