primaveras category image
12 de setembro de 2013
Postado por Sara Nascimento

Wish list de aniversário

Setembro é o mês do meu aniversário, e para que todo mundo tenha tempo de se programar para comprar uma lembrancinha para mim (rs) resolvi fazer esse post com minha wish list =D

wishlist

 

1. Os delírios de consumo de Becky Bloom – eu acabei comprando o volume 2 e até hoje não tenho o primeiro… Porque só quero com a capa antiga =)

2. Tamanho 42 não é gorda – também comprei o segundo volume porque estava numa promoção na Livraria Leitura (ai ai ai)

3. Gifts da cozinha – ultimamente tenho gostado muito de presentear com mimos comestíveis e fiquei interessada neste livro desde que a Bianca comentou sobre ele no blog

4. Volumes 8, 9 e 10 da série O diário da Princesa – para completar minha coleção, também com a capa antiga

5. Perfume Insensatez de O Boticário – porque eu adoro esse cheirinho!

6. Hidratante de jabuticaba da Mahogany – tudo bem que o meu foi usado praticamente por Frances, mas é um dos pouquíssimos hidratantes que eu AMO usar por causa do cheiro maravilhoso

7. Fuji Instax Mini 25S – porque é fofa e tira fotos instantâneas ^^

8. Lente 50mm 1.8 – dispensa comentários

livro-de-cabeceira category image
01 de setembro de 2013
Postado por Sara Nascimento

Livro de cabeceira: Cordeluna

Oi gente! Estou recuperando as resenhas dos livros que consegui salvar em alguns arquivos do antigo blog e vou republicar aos poucos =)

Ano passado me inscrevi no blog da Gabi para participar do Booktour do livro Cordeluna e fui uma das selecionadas. Além dessa oportunidade de poder ler a obra, achei super bacana o esquema do livro ir passando por todo o Brasil e ser compartilhado por várias pessoas.

Cordeluna

Sinopse:

Mil anos atrás, uma história de amor foi interrompida pela desgraça e uma maldição. Um poder tão maligno que tinha conseguido dominar seus espíritos geração após geração. E enquanto isso, os apaixonados esperam… condenados a se reencontrar e voltar a se perder por culpa do ciúme e do ódio. O cavaleiro e a dama. O guerreiro e a donzela. Até que talvez um dia, talvez em nossa época, séculos depois, um poder superior e benigno consiga pôr um fim ao malefício. Apaixonante novela que combina história e fantasia, amor e maldade, bruxaria e religião, criada pela escritora Élia Barceló, conhecida como a “Dama Negra” da literatura espanhola, ganhadora em duas oportunidades do Prêmio Edebé de Romance Juvenil. A história se passa na Idade Média e é muito bem retratada no livro, que destaca costumes e valores da época. As sangrentas guerras entre muçulmanos e cristãos pela expansão e posse de seus domínios. No posfácio, a editora explica os diferentes períodos da História e descreve a fascinante personalidade de El Cid.

 

Resenha [Atenção! Pode conter spoilers]

O livro é uma publicação da Editora Biruta, de autoria de Élia Barceló, com capa mole e a ilustração da Cordeluna (capa muito bonita por sinal). Não sei bem o motivo, mas assim que vi a capa do livro imaginei que a impressão do texto seria em azul (se não me engano tinha uma folha em azul no início) e fiquei meio decepcionada ao ver que era em preto. Por outro lado, imagino que ler o livro inteiro, que conta com 310 páginas, em fonte azul seria cansativo. Fato é que a diagramação do livro é bacana, bem escrito, num tamanho razoável, ótimo para carregar na bolsa para todos os cantos.

A história é dividida em duas, isto é, a autora narra duas histórias de maneira alternada que estão intermescladas: uma na era medieval e outra atual. No início achei a história da era medieval fraca, pois falava de duelos, batalhas porém sem entrar em detalhes, apenas citando que houveram batalhas e quem havia ganhado. Ainda não havia romance, o que fez com que a história se concentrasse nas lutas, que ficaram “devendo” um pouco. Já a história atual já começou com o romance desde o início, o que acabou prendendo mais minha atenção e me fazendo ler a história medieval rapidamente para poder passar para o próximo trecho.

Pouco antes do meio do livro a história medieval começa a mostrar o conflito que gira em torno do romance de Sancho e Guiomar, o que deixa o texto mais atrativo, por vezes até mais que a história atual.

Achei essa forma de contar a história de uma tremenda ousadia, porém a autora soube conduzir as duas e deu super certo. É um diferencial que eu não tinha visto antes em nenhum outro livro. Além disso, ela conseguiu representar perfeitamente os personagens principais de um trecho e de outro, nos permitindo identificar quem eram os personagens correspondentes em cada história.

Fica a dica para quem gosta de romances, drama e histórias medievais 😉

Primavera de 87 - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2017